Procedimento inédito no ES para pacientes com tumor no fígado

Procedimento inédito no ES para pacientes com tumor no fígado

Ablação de metástase hepática por micro-ondas em cirurgia aberta foi realizada no dia 6 de abril no Hospital Santa Rita

A equipe de Cancerologia Cirúrgica e da Radiologia Intervencionista do Hospital Santa Rita realizou a primeira ablação de metástase hepática por micro-ondas em cirurgia aberta (intra-operatória) no ES. O procedimento foi feito dia 6 de abril, em paciente do sexo masculino.

De acordo com o cirurgião oncológico Dr. Luiz Fernando Mazzini Gomes e o radiologista intervencionista Dr. Luiz Sérgio Pereira Grillo, a ablação por micro-ondas é mais uma alternativa de terapia minimamente invasiva para o tratamento dos pacientes oncológicos com tumores primários e metastáticos no fígado. “Com essa nova prática é possível preservar a função dos órgãos que recebem o tratamento, além de reduzir o tempo de internação do paciente. A ablação destrói tumores sem removê-los”, informa Dr. Luiz Sérgio.

No caso do paciente em questão, esclarecem os médicos, a ablação foi em cirurgia aberta porque outras lesões existentes no fígado precisavam ser retiradas cirurgicamente, enquanto as menores podiam ser seguramente tratadas com a ablação.

Dr. Mazzini informa que nem todos os pacientes podem se beneficiar desse novo método. Condições como o tipo e natureza do tumor, seu tamanho e localização influenciam diretamente na escolha do tipo de terapia oncológica, que deve ser individualizado para cada paciente.

Segundo Dr. Luiz Sério Grillo, essa técnica pode ser utilizada, em casos selecionados, sem que seja necessário a realização da cirurgia aberta convencional com cortes, por meio de punção guiada por imagem, permitindo uma recuperação muito rápida e com tempo médio de internação de 12h a 24 horas.

O Grande diferencial da tecnologia de ablação com micro-ondas em relação à radiofrequência, que já é amplamente utilizada, está na maior capacidade de destruir tumores, com maior entrega de energia, permitindo tratar lesões maiores e com duração do ciclo de tratamento mais curto, tempo em que o aparelho fica ligado para tratar a lesão, sendo em média 4 minutos, enquanto a outra tecnologia dura, em média, 12 minutos.

 

Veja na figura como é feita a ablação por micro-ondas

Artigos Relacionados

Setor de Endoscopia modernizado!

Nosso Setor de Endoscopia está totalmente modernizado. Mais aconchegante e mais confortável para atender tanto os pacientes quanto os médicos e as equipes de trabalho,

Ler mais